quinta-feira, 16 de abril de 2009

Crepúsculo e Relações de Sangue

.
Essa foi inesperada. Meu romance vampírico, Relações de Sangue, apareceu resenhado (e de forma bem positiva) numa revista dedicada aos fãs de Crepúsculo, a série bestseller da estadunidense Stephenie Meyer, que virou filme e febre mundial. Cliquem na imagem abaixo para ler o texto.
A revista, publicada pela editora Escala, está nas bancas.
Na verdade, a matéria é parte de uma resenha publicada em 2003 por Gian Danton (você pode ler o texto completo aqui), cujo e-book Amores Góticos é tema de uma outra resenha na revista. Também é dado um (justo) destaque a André Vianco e suas obras, bem como ao fanzine Adorável Noite, de Adriano Siqueira. Há menção, ainda, à antologia Draculea, o Livro Secreto, projeto que está sendo organizado por Ademir Pascale (e não pelo Adriano, como saiu na matéria).

Não vou entrar na discussão “Crepúsculo é bom ou não é”. Ainda não li o livro, por falta de tempo. Mas a mania nacional, que acompanha a febre internacional, está dando um destaque inédito a minha obra, e à de muitos colegas meus. Precisou vir um bestseller gringo, com marketing pronto e filme em cima, para a imprensa abrir um espacinho para autores que podem não ser badalados nas altas esferas eruditas, mas que fazem a molecada ler. Se tem autor que está contente com um país onde o público leitor cabe dentro de dois botes a remo e ainda sobra espaço, tudo bem. Mas acho muito mais fascinante o desafio de trazer leitores jovens pra dentro desses barcos e encher toda uma frota de transatlânticos gigantes com novos devoradores de livros.

No meio de tudo isso, um fato irônico. Relações de Sangue está fazendo sucesso. Ótimo, maravilhoso. Sete anos depois de publicado, continuo recebendo montes de e-mails de leitores, felizes e pedindo mais. Só que o livro não só está fora das livrarias como não está no catálogo de nenhuma editora há dois anos, e só pode ser comprado em sebos (como aqui). A continuação, Amores Perigosos, está pronta e inédita há cinco anos, cinco anos de tentativas incessantes e infrutíferas para publicá-la. Sinto que estou perdendo a chance de ser lida e dar emoção à vida de milhares de jovens. E sinto também que o mercado editorial está marcando uma $uperbobeira...

Mas na verdade não, não posso reclamar de nada. O Vampiro Antes de Drácula (Editora Aleph), que organizei com Humberto Moura Neto, recebeu uma ampla divulgação na mídia, com direito até a recomendação num extenso artigo da Veja sobre adivinhem o quê? Crepúsculo, claro. Meu segundo romance, O Vampiro da Mata Atlântica (Idea Editora) foi aceito e produzido em tempo recorde, e deve ir para a gráfica hoje. E está lindo, graças ao trabalho duro da equipe de produção (Billy, Carminha, Silvio, Rodrigo, Glauco e toda uma lista extensa de agradecimentos que vocês vão ver no livro). Além disso, logo sai um conto meu em mais uma antologia vampírica, e já teve até uma ou outra editora me rondando.

É isso aí. Moral da história: leiam. Qualquer coisa, mas leiam.

Martha
P.S. E não pirateiem nem plagiem porque é muito feio desrespeitar os outros.

17 comentários:

-titch; disse...

me sinto mal ñ ter lido Relações de Sangue em 2002, embora, em td caso, eu não pudesse uhadsuadsh, e agradeço tê-lo conhecido por agora, tão logo qnd tinha desistido de achar livros interessantes de vampiros. Não criticando nem nada o "sucesso" crepúsculo, foi uma COISA e tanto pra quem não curtia ler, e acabou criando novos leitores. Mas pra quem ja lia, e lia sobre o assunto "vampiros" sabe que essa coisa de mocinhos demais ou vilões demais é só em livros mesmo. Já no Relações de Sangue, tal cmo li no livro e tal cmo colocaram na matéria sobre ele, concordo, tem muito de cotidiano, vc acaba vivenciando td aquilo junto com a personagem. E eu não vejo a hora de ler Amores Perigosos *-*, poxa, os editores podiam muito bem abrir essa chance, né? ¬¬
mas td bem, aguardo ansiosamente O Vampiro da Mata Atlântica e Amores Perigosos.

bjs e até mais (ainda tem mtus livros seus que qro ler *-*)

Nazarethe Fonseca disse...

Oi Martha!Adorei o blog só o descobri agora graças a matéria do Ademir.Meus parabéns, fico muito feliz que a literatura fantástica no Brasil receba tão boas recomendações.Sucesso Martha.Beijos Mordidos.

Martha Argel disse...

Oi, Nazarethe, obrigada. É um prazer receber sua visita por aqui!
beijos

Martha Argel disse...

-titch, antes tarde do que nunca :-)
Gosto é tão pessoal, quando a gente não gosta de alguma coisa, provavelmente é porque não somos parte do público a quem isso se destina. Nossa opinião pode até depender de como nos sentimos no momento. Posso não gostar de uma música quando estou irritada e adorar se estou feliz. A música não mudou, quem mudou fui eu. Complicado, né?
Beijos e obrigada pelo incentivo e carinho!

Luciana Fátima disse...

Que legal saber dessa divulgação toda... fico feliz que a série da Tia Meyer esteja abrindo espaço para tanta coisa bacana que temos por aqui, como você, a Giulia, etc. etc. etc.!!!!

Não conhecia esta revista. Vou pesquisar!

Beijocas!
Luciana Fátima

Ademir Pascale disse...

Parabéns pelo excelente blog e mais uma vez por me avisar em relação ao artigo na revista.
Desejo-lhe muito sucesso.
Abração,
.

Martha Argel disse...

Oi, Luciana CoLujinha, que legal sua visita!
Vi as fotos do lançamento de seu livro, fiquei morrendo de vontade de ter ido (mas estava na Cidade Maravilhosa...).
Pois é, aos pouquinhos a gente vai conseguindo se fazer notar, principalmente graças ao entusiasmo e ao apoio dos nossos leitores!
beijos, saudades!

Martha Argel disse...

Ademir, fiquei feliz em ver a menção a seu livro (com link e tudo!) na revista. Muito boa publicidade, parabéns.
Obrigada pela visita a meu blog!

Desorde disse...

Olá Martha:
Envieiche un mail e veume de volta. Non atopo o teu mail...!!
Beijo

Martha Argel disse...

Xabi, meu e-mail é marthaargel@gmail.com

bicos

patati disse...

Oi, Martha! Obriugado pelas suas palavras gentis lá no meu blogue! Ainda estou começando a guerra, um cotidiano de escrever pra ser imediatamente lido é um desafio...Creio que isso aqui deve funcionar como uma cozinha dos projetos, mas texto no qual se trabalha com cuidado funciona é impresso, né não?? Como vê, ainda estou ás voltas com meus preconceitos...parabéns pela merecida divulgação que o seu trabalho vem recebendo, espero que tudo funcione com céu de brigadeiro!!! os preconceitos da nossa imprensa, o dos círculos pretensamente inteligentes, contra literatura POPULARES é notório, eeu não poderia estar mais de acordo com vc!! Fecho este comentado que estou, doido que sou, bem mais inédito que vc como sou, escrevendo outro romance, "Rudá e as Sombras", FC coma res terroríficos, sim!! Bem, tudo de bom! Bj patati!!

Martha Argel disse...

Ei, Patati! De novo, bem-vindo (ou será benvindo?) à blogsfera. Seu cantinho online já promete como uma grande fonte de informações sobre a arte dos quadrinhos no Brasil!
E obrigada pela visita e pelo apoio, hein?
Beijão procê e pras suas mulheres!

Kaomy-chan disse...

Uau! Qu bom!
Mais mudando de assunto, eu realmente estou triste por você ainda não ter publicado amores perigosos, eu li o comecinho num site e isso só serviu para me deixar ainda mais louca! Estou morrendo de curiosidade!
é realmente tão dificil publicar um livro assim?

Martha Argel disse...

Oi, Kaomy-chan!
Acredite: sim, é difícil assim publicar um livro. E olha que, por vários fatores, não tenho tido metade da dificuldade que outros autores têm.
Mas sou mais teimosa do que a média (talvez por conta de meus ancestrais bascos), e não costumo desistir fácil...
Ainda tenho duas ou três possibilidades com o Amores Perigosos, e continuo na briga!
Beijos, e obrigada mesmo pelo apoio!

Istér Oliveira disse...

Estou lendo Relações de Sangue e o indiquei pra uma amiga minha que também comprou. Estou achando que o livro é simplesmente maravilhoso, prende a gente de uma tal forma que é inesplicável. Procurando na internet vi que tem uma continuação mais que a editora não quer publicar. CARACA! Eu não entendo o que essas editoras de hoje tem na cabeça, sério!
Em vez de incentivar a literatura brasileira, eles dão mais ênfase na estrangeira, e nós estamos a cada dia mais americanizados...
Espero sinceramente que você não desista de publicar o segundo livro, porque eu já me tornei uma fã sua logo no primeiro capítulo de Relações de Sangue.
beijos ;*

Martha Argel disse...

Istér, muito obrigada pelo seu comentário! Na verdade, ahco que até vou mandá-lo para uma editora ou duas, rsrsrs...
Quanto ao Amores Perigosos, não, não vou desistir. Aliás, estou em negociações já há algum tempo, e talvez haja notícias em breve.
Fique na torcida, hein??

Um beijo, e de novo obrigada pela visita a meu blog e pelos comentários.

JaneBrasil disse...

Cara Marta Angel
Seu livro é otimo e aqui na Biblioteca da Associação Atletica Banco do Brasil-SP todos ficam me pedindo livros seus.(é ironico que voce encontre dificuldades para publicar já tendo publico cativo; conheci sua obra atraves do Andre Vianco(genial)e tenho orgulho em dizer que sou fã de voces dois.
Gostaria de saber se voce aceita fazer uma tarde de autografos conosco.
Aguardo sua resposta.
Jeanete Pontes (Bibliotecária)