quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

O dia em que o G1 foi hackeado

.
Essa foi engraçada.

Estava eu, como todo dia, dando uma olhada nas notícias do G1, o site noticioso do Império Global, quando por engano cliquei num daqueles anuncinhos chatíssimos que aparecem em cima do texto das notícias, e que eu sempre faço questão absoluta de NÃO olhar, porque acho absurda essa artimanha para tentar me convencer a comprar coisas em que realmente não estou interessada.

Uma nova janela se abriu, interrompendo minha leitura das manchetes. De momento só praguejei contra esses gênios da informática safados, que não têm nada melhor pra fazer senão inventar besteiras para enchar o saco de internautas. Voltei para as notícias, continuei lendo, e só depois me toquei de que aquela janela intrometida tinha algo muito esquisito.

Curiosa, atualizei a página. Apareceu o anúncio chato – uma campanha contra drogas, com o apoio de órgãos do governo federal. Aí eu cliquei de novo, dessa vez de propósito.

Olhei com mais atenção, e caí na gargalhada. Não era, claro, a mensagem que os criadores do anúncio tinham tentado transmitir, mas era muito mais espirituosa.
Já saiu do ar, mas fui rápida e consegui registrar tudo.

Com vocês, “Nunca experimente o crack”, versão alternativa.

TELA DO G1, com o anúncio

DETALHE do segundo texto do anúncio


Página aberta após clicar no anúncio

Reparem no título da página, lá no alto (cliquem na foto para ampliar). E o e-mail de contato, ali embaixo das ilustrações, era somefodo@...
Confesso que tenho uma grande antipatia pelas ações de hackers, assim como de pixadores e vândalos em geral. Mas ainda maior é meu espanto com a falta de qualidade de nossa grande imprensa, e a desinformação que ela se esmera em transmitir. Tá bem, dentro do panorama geral o G1 até se sai bem (por exemplo, a burrice das legendas da Folha de São Paulo é imbatível), mas só porque esse panorama geral é de uma mediocridade desoladora.

Bom, sei lá. A verdade é que achei muito fofo o cachorro da foto.
E a página que devia abrir de verdade, e cujo link já foi restaurado, é essa aqui. Brincadeiras e sacanagens à parte, o tema é sério. O crack é uma das invenções mais diabólicas da humanidade, e juro que me aterroriza mais do que qualquer história de vampiro (mas também fico aterrorizada com a completa ignorância científica da mídia, mas esses e outros assuntos são abordados pelo Observatório da Imprensa de modo muito melhor do que eu poderia abordar).

beijos a todos, e cuidado ao lerem os jornais

4 comentários:

Giulia Moon disse...

Uau!!! Vc continua flagrando as coisas mais incríveis... Morri de rir com as dorgas!
Beigiunhos!

Martha Argel disse...

Eu tbm achei engraçado!
Mas depois meu informante para para assuntos adolescentes me disse que as 'dorgas' viraram mania e agora já não tem mais graça nenhuma...
É mole? E eu nem sabia! Tô ficando coroca!
beijosss

Leonardo Adriano Ragacini disse...

Adorei a propaganda e o cachorro. VErdade seja dita, quem usa drogas e quem quer usar não esta nem ai rpa essa campanha mesmo.
Como por imagens assutadoras no maço de cigarro, quem fuma tá nem ai, sabe que faz mal, uso porque quer. Kkkkkk

Martha Argel disse...

Oi, Leonardo, legal ter vindo me visitar. Obrigada pelo comentário :-)
beijosss