terça-feira, 27 de outubro de 2009

Quero ser Fellini!

A tirinha aí em cima, do quadrinhista Liniers, saiu hoje no caderno Ilustrada, da Folha de São Paulo (que vários amigos meus chamam, com bastante propriedade, de Falha de São Paulo). Cliquem na imagem para ampliá-la.
Fui apresentada à arte desse argentino pelo Silvio Alexandre e, apesar de não ser muito atraída (ou melhor, nada atraída) pela linguagem dos quadrinhos, me apaixonei perdidamente pelo humor refinado e pela melancolia que permeiam as historietas de Liniers.
Antes, eu só conseguia ler as tirinhas do muito-gente-fina Fernando Gonsales, principalmente por seus admiráveis insights do comportamento humano (provavelmente por conta da formação científica - ele é veterinário e quase biólogo)
Bom, o Liniers também tem essa capacidade de ler a alma humana, mas de um ângulo mais filosófico e lírico. Clique aqui para visitar o site dele, que tem uma musiquinha gostosa, daquelas grudentas mesmo... E se quiser saber mais, dê um pulo na Wikipedia.
Aqui no Brasil, seus álbuns estão sendo publicados pela Zarabatana. Mas o humor de Liniers é perfeito na melodiosa cadência italianada dos porteños, e o ideal é lê-lo no original.

Beijos a todos, e lembrem-se de que o Fellini sim, é que é feliz.
Martha
.

2 comentários:

Natan de Alencar disse...

Realmente, historietas muito refinadas...Grato pelas dicas..

Martha Argel disse...

Oi, Natan, que bom que a dica foi útil :-)
Obrigada pela visita e pelo comentário!