terça-feira, 31 de março de 2009

Plágio online


Não sei se algum de vocês já passou por situação parecida, mas vejam que coisa non-sense está acontecendo com um livro meu: uma garotinha está redigitando e postando, em uma comunidade de animê do orkut, o texto na íntegra de meu romance "Relações de Sangue", somente substituindo os nomes dos personagens, e dizendo que foi ela quem escreveu.
Sei que eu poderia tomar alguma medida legal, mas certamente é uma criança que não está ganhando um tostão com isso, e que apenas tem tempo demais e criatividade de menos.
Vai me afetar de alguma forma? Não creio. O perfil das meninas que estão lendo não me parece ser o de alguém que entra numa livraria e pede um livro de uma autora perfeitamente desconhecida.
Mas o que me assombra é a motivação do ato em si. Como eu disse no post que fui forçada a colocar no tópico, que graça vê uma pessoa em gastar tanto tempo para receber aplausos que na verdade não são para ela?
Caso queiram ver essa desfaçatez com seus próprios olhos, o nome da comunidade é "Sasuke e Sakura 4ever" e o tópico pode ser acessado clicando aqui.
E eu que achava que carregarem o arquivo de um livro na internet à revelia do autor, a título de "democratização da leitura", era o máximo da caradurice!
Ah, caso a moderadora da comunidade apague meus posts, segue o que coloquei lá:

PLÁGIO DE MEU LIVRO RELAÇÕES DE SANGUE
Caros leitores, agradeço muito todos os elogios e a empolgação com que este texto está sendo recebido por vocês, e aproveito para informar que, infelizmente, ele NÃO foi escrito pela pessoa que o está postando.
O texto que até este momento foi colocado aqui é, na íntegra, meu romance "Relações de Sangue", publicado em 2000 pela editora Novo Século. O que a pessoa responsável pelo tópico está fazendo é meramente transcrever meu texto, substituindo o nome verdadeiro dos personagens, que são:
- narradora - Clara
- vampira - Lucila
- vampiro sedutor - Daniel
- namorado - Estevão
- vampirão - William
- amiga da narradora - Carol
Não sei que satisfação terá uma pessoa ao gastar horas digitando um texto alheio em vez de criar sua própria ficção, e com a única finalidade de receber elogios que não lhe pertencem. Isso é viver uma mentira, não? Será que a vida dessa pessoa é tão pouco preciosa que vale menos que uma ilusão?
Quando se pretende ser escritor, o mínimo que se faz é respeitar o trabalho de outras pessoas. Senão, como esperar respeito para si mesmo?
Se essa pessoa chama de seu um texto que não é, será que fez ou fará o mesmo com todos os outros textos que já divulgou ou divulgará?
Aplausos efêmeros são um preço irrisório a pagar pela sua honra. Será que os personagens homenageados nesta comunidade teriam esse tipo de atitude?
Esclareço que só vim a público após ter pedido, em particular, alguma atitude por parte da pessoa que está postando este texto e da moderação da comunidade, sem ser atendida.
Bem, se quiserem saber como continua a história, a forma mais rápida é ler meu livro. Se quiserem, podem até pegar um lápis, riscar o nome dos personagens e substituir pelos que mais lhes aprouverem.
Mas talvez a responsável pelo tópico continue achando alguma graça nessa bricadeirinha e continue gastando o tempo ao qual não dá valor, copiando o que outra pessoa escreveu.
Ah, sim.
Pretendo comentar este incidente em outros sites.
Ao comunicar isto, estou tendo muito mais consideração para com a responsável por este tópico do que ela teve para comigo ao disponibilizar, sem minha autorização, minha obra.
Talvez não seja do conhecimento de todos, mas o que foi feito aqui chama-se plágio, e pode ser objeto de ação legal.

Abraços e continuem divertindo-se, mas sem prejudicar outras pessoas.
Martha Argel


Bom, é isso aí, desculpem o desabafo, mas acho que certos puxões de orelha em público podem ter efeitos bastante didáticos.

Vivam a vida enquanto não é tarde demais!
Martha
PS. Não, definitivamente, eu não vou processar a plagiadora. Tenho certeza de que ela vai tirar uma lição maravilhosa disso tudo

10 comentários:

Kaomy-chan disse...

Realmente lamento muito o que aconteceu, eu sou/era uma das leitoras da fanfic/plagio Pactos de sangue.
Sério, não fique magoada, muitas pessoas plagiam histórias de livros e não ligam se alguem vai descobrir, realmente lamento pela falta de imaginação da garota.
Mas, pelo que eu vi, seu livro é muito bom! Não duvide que logo eu irei lê-lo, posso adiciona-lo a minha biblioteca particular ^^
Muito boa sorte na sua carreira de escritora e na sua vida também!
Se não for um encomodo, me mande uma mensagem dizendo onde posso achar seu livro ou me adicione o msn.

Martha Argel disse...

Oi, Kaomy-chan, obrigada por seu apoio e por suas palavras! Não tenho msn, infelizmente. O jeito mais fácil (e barato!) de comprar o "Relações" é pelo site EstanteVirtual.
Um beijo!

Anônimo disse...

Maus autores não são plagiados. Bjs, PS.

Martha Argel disse...

Puxa, obrigada, PS!

Anônimo disse...

Bom dia,
Martha.
Fico chateado em saber que a menina está colocando os seus escritos como dela, eu não sou contra o pessoal colocar os livros on-line.
Por muito tempo eu só consegui ler/ter os livros em meu PC (não chegava na cidade em que eu morava pois as livrarias simplesmente ignoravam os pedidos).
Mas acredito assim como fiz com os seus livros (que assim que tive a oportunidade) comprei-os.
Cordialmente.
Voltinho. ^.^

Mario Carneiro disse...

Ops, só agora vi que vc já tinha relatado o caso aqui (o que seria o óbvio de se pensar, mas ando meio lento, rs). Ignore as perguntas do outro post. Abraços!

Martha Argel disse...

Pois é, Voltinho. A princípio sou contra, claro, os livros colocados online ao arrepio de autores, editoras e legislação. É ilegal, é desrespeitoso, é abusivo. Quando descobri que o "Relações" estava lá, inteirinho, na rede, meu sangue ferveu.
Mas não vou espumar publicamente, não vou vociferar contra ladrões descarados, não vou perder noites de sono precioso maquinando ações legais para proteger meu rico e miserável dinheirinho.
Tem gente lendo cópia digital? Deixo a cargo da consciência de cada um julgar se age corretamente ou não.
Se tem gente que faz porque se acha "ichperto", tem gente que faz porque cansou de tentar pelas vias certas. Já li livro digital, sim. Tinha lido cinco livros de uma série em inglês, comprados na Amazon. O sexto estava esgotado. Comecei o sétimo, também da Amazon, e percebi que precisava ter lido o sexto. Procurei em vão por quase um ano, pois naquela época a Amazon não vendia usados fora dos EEUU. Moral da história: baixei e li. Hoje estou no 12o. volume da série e o único que ainda não tenho em papel é aquele. Enfim.
Prefiro sinceramente não fazê-lo, mas abstenho-me de julgar quem o faz.
Se todo mundo usasse o bom-senso, como faz você, a gente ia gastar menos tempo criando leis e punições e viveria muito melhor.
Beijos e muito obrigada pela visita ao meu blog e pelo apoio.

Martha Argel disse...

Mario!
Que bom lê-lo por aqui, você é sempre bem-vindo!
Ignorar você? Nunca!
obrigada por se importar.
Saudades e beijo.

J. Estel Santiago disse...

aff.... sem comentários...
penso que pior que colocar na net é menosprezar o autor, tirando até o direito de receber os louros por um bom txt (já que $ não ia receber com a versao online).

ah, ficou muuuuuuuuuuito diferente teu blog, heheh. à época em que entrava aqui (faz teeempo) ele era mais vampiresco, hehehe

beijo

Martha Argel disse...

Oi, Estel, pela foto vc tbm tá bem diferente :-)
Pois é, como diz a Mercedes Sosa, "cambia, todo cambia". Muda, tudo muda.
Obrigada pelo carinho e apoio.
beijosssss